Contos e (En)cantos

Viver

Carlos Drummond de Andrade*

Mas era apenas isso,
era isso, mais nada?
Era só a batida
numa porta fechada?

E ninguém respondendo,
nenhum gesto de abrir:
era, sem fechadura,
uma chave perdida?

Isso, ou menos que isso
uma noção de porta,
o projecto de abri-la
sem haver outro lado?

O projecto de escuta
à procura de som?
O responder que oferta
o dom de uma recusa?

Como viver o mundo
em termos de esperança?
E que palavra é essa
que a vida não alcança?

*Escritor e servidor público nascido em Itabira de Mato Dentro, interior de Minas Gerais, no dia 31 de outubro de 1902. É considerado um dos melhores poetas brasileiros do século XX, que fez parte da segunda geração Modernista e produziu uma poesia de questionamento em torno da existência humana. Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 17 de agosto de 1987

Pergunta para refletir sobre o texto: O que é viver para você?

3 comentários em “Contos e (En)cantos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: