Contos e (En)cantos

O que é simpatia

(A Uma Menina)

Casimiro de Abreu*

Simpatia — é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.

Simpatia — são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.

São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.

Simpatia — meu anjinho,
É o canto do passarinho,
É a doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d’agosto,
É o que m’inspira teu rosto…
— Simpatia — é — quase amor!

* Poeta brasileiro nascido em 04 de janeiro de 1839, na Barra de São João, Estado do Rio de Janeiro. Sua poesia é caracterizada pela simplicidade e pureza, sendo considerado o mais ingênuo dos nossos poetas. É patrono da cadeira no 6 da Academia Brasileira de Letras. Faleceu com apenas 21 anos de idade, na Fazenda Indaiaçu, no atual município de Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro, no dia 18 de outubro de 1860.

Pergunta para refletir sobre o texto: Por que a simpatia é quase amor?

3 comentários em “Contos e (En)cantos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: